Quando deixamos de ser “dono de si”?

Quando o passado é mais forte que o presente, a nossa história nos faz experimentar sentimentos bons e ruins e às vezes até se sentir uma pessoa que não faça sentido nenhum. Estas experiência não podem definir a pessoa que você é. Honrar a sua história é fundamental, mas passar a vida contando desgraças não o fará ter plenitude e abundância.

Quando ter um relacionamento é fundamental, se você decide ter um relacionamento, independente de como ele é e creditando à outrem sua felicidade , pode se submeter e se expor a situações indesejáveis. Pode fazer sentido que esteja atrelando a sua felicidade à necessidade de atenção e de ser atendido.  O amor deveria lhe trazer o sentimento de bem estar. Só o fato de poder conviver com a pessoa deve lhe inspirar. Falo daquele tipo de amor que até quando você decide ter um tempo só para você, o sentimento de parceria aflora.

Quando assistir a vida do outro é mais importante  que viver a sua vida. Faz sentido que as conquistas dos outros pode ser prejudicial para sua sensação de plenitude?  Preste atenção em você quando está assistindo a felicidade do outro, se os sentimento que despertam são de frustração e inveja, definitivamente ter este hábito não lhe agrega valor. As pessoas a nossa volta precisam nos inspirar e para isto você precisa se conhecer e estar buscando o que você quer e não o que todo mundo tem, pois pode ser que aquilo que o outro tem não seja o que lhe fará feliz.

Quando não vivemos na essência. Se deixamos de nos expressar, buscar o que desejamos e demonstrar nossos sentimentos pelas pessoas. Praticar estes sentimentos nos deixa vulneráveis, mas também nos inspira e nos traz plenitude. Sabe aquela sensação de que o coração está em estado de graça? Seja valente o suficiente para demonstrar seus sentimento e você verá que coisas maravilhosas acontecem.

Quando aceitamos o presente como o fim. Quando não corremos atrás dos nossos verdadeiros sonhos deixamos para trás a oportunidade de experimentar. Quando temos a consciência de que estamos desperdiçando o nosso potencial sentimos uma grande frustração. Lembre-se ninguém tem o poder sobre ti. Procure o seu jeito certo de fazer a mudança. Para uns uma ruptura brusca faz total sentido ou se você for mais conservador ou tiver pessoas que dependam de você planeje bem para se sentir seguro. Mas em hipótese nenhuma deixe de fazer, porque isto determinará a sua felicidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s